android-malwareO quão seguros contra malwares são os Androids? Segundo um estudo recente da Universidade de Cambridge, a resposta não parece ser muito boa: pesquisadores descobriram que uma média de 87% de todos os Androids estão vulneráveis a ataques de aplicativos maliciosos.

Alastair R. Beresford, um dos autores do estudo, diz que a grande maioria das fabricantes de smartphones não oferecem atualizações de segurança com frequência o suficiente para manter seus usuários seguros.

O estudo, patrocinado pelo Google, verificou os celulares de 20 mil pessoas que instalaram o aplicativo Device Analyzer do Google Play Store. Com o aplicativo juntando informações no plano de fundo, os pesquisadores passaram a pontuar as fabricantes desses aparelhos em quesitos como quantidade de aparelhos livres de vulnerabilidades, frequência que esses aparelhos são atualizados pro software mais recente, e a média de vulnerabilidades que essa fabricante não arrumou.

Beresford verificou que os aparelhos da LG, Motorola e da linha Google Nexus tiveram as melhores pontuações do grupo. Você pode conferir as pontuações de outras marcas em AndroidVulnerabilities.org.

“Nós esperamos que ao quantificarmos o problema isso ajude as pessoas a escolherem melhor seus próprios aparelhos e que isso incentive as outras marcas a oferecerem atualizações com maior frequência.”

Ele recomendou que os consumidores sempre instalem os aplicativos diretamente da Play Store, já que o Google faz checagens adicionais de segurança nos aplicativos de lá.

“Infelizmente, o Google só pode fazer tanto, e os problemas de segurança do Android revelados recentemente têm indicado que eles não podem proteger os usuários sozinhos,” ele escreveu. “Esses aparelhos precisam de atualizações das suas fabricantes, e a maior parte deles não está tendo elas.”

Traduzido e adaptado de CBSNews.com.

 

[fbcomments]

Últimas publicações